O direito à segurança pessoal das populações fronteiriças do Mercosul sob a perspectiva do Direito Internacional dos Direitos Humanos
Elio Ricardo Chadid da Silva
Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS)
Vladmir Oliveira da Silveira
Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS)
PDF
HTML

Palavras-chave

Direito internacional dos Direitos Humanos
Mercosul
Direito à segurança pessoal
Direito ao desenvolvimento
Fronteiras

Como Citar

Chadid da Silva, E., & Oliveira da Silveira, V. (2018). O direito à segurança pessoal das populações fronteiriças do Mercosul sob a perspectiva do Direito Internacional dos Direitos Humanos. Direito E Desenvolvimento, 9(2), 118-136. https://doi.org/10.25246/direitoedesenvolvimento.v9i2.812

Resumo

Na presente pesquisa aborda-se a problemática da criminalidade transnacional nas fronteiras do Mercosul sob a perspectiva do Direito Internacional dos Direitos Humanos. Nesse sentido, analisa-se como isso afeta os indivíduos das referidas regiões, bem como se o Direito à Segurança Pessoal é salvaguardado pelos atores internacionais. Discute-se se a efetividade dos referidos direitos humanos em questão pode ser alcançada por paradigmas fundados na acepção clássica da Teoria Geral do Estado, em que a soberania nacional é exercida de forma hermética, ou se um novo referencial, baseado na cooperação internacional, seria mais adequado à resolução da problemática proposta. Para tanto, traça-se um panorama da violência decorrente da atividade criminosa nas fronteiras e como isso impacta o Direito ao Desenvolvimento de suas vítimas naquelas regiões e, ainda, se examina a efetividade da forma tradicional de combate à criminalidade. Utiliza-se, na pesquisa, o método hipotético-dedutivo, e as técnicas descritiva, documental e bibliográfica.

PDF
HTML

Referências

AGUILERA URQUIZA, Antonio Hilario; RIBEIRO, Leonardo Cavallini. Paradoxos da Globalização, Fronteiras Culturais e Direitos Humanos. Revista Direito UFMS, Campo Grande, volume 3, número 2, p. 241/260, 2017.

ALVES, José Augusto Lindgren. Os direitos humanos como tema global. Perspectiva: São Paulo, 2011.

BOBBIO, Norberto. A Era dos Direitos. Elsevier: Rio de Janeiro, 2004.

BONAVIDES, Paulo. Teoria Geral do Estado. Malheiros Editores: São Paulo, 2012.

CARVALHO, Luciani Coimbra de; ARAUJO, Ana Paula Correia de; CONCEIÇÃO, Orsolina Fernandes da. A Escola no Brasil para brasileiros e bolivianos. In: AGUILERA URQUIZA, Antonio Hilario. Fronteira dos Direitos Humanos – Direitos Humanos nas Fronteiras. Ed. UFMS: Campo Grande, 2016.

CERVINI, Raúl; TAVARES, Juarez. Princípios de Cooperação Judicial Penal Internacional no Protocolo do Mercosul. Editora Revista dos Tribunais: São Paulo, 2000.

COMISSÃO INTERAMERICANA DE DIREITOS HUMANOS. CIDH. Relatório sobre segurança cidadã e direitos humanos. OEA, 2010. Disponível em: https://cidh.oas.org/pdf%20files/SEGURIDAD%20CIUDADANA%202009%20PORT.pdf Acesso em: 04 jul. 2018.

COMPARATO, Fábio Konder. A Afirmação Histórica dos Direitos Humanos. Saraiva: São Paulo, 2015.

DALLARI, Dalmo de Abreu. Elementos de Teoria Geral do Estado. Saraiva: São Paulo, 2009.

HÄBERLE, Peter. Estado Constitucional Cooperativo. Tradução: Marcos Augusto Maliska e Elisete Antoniuk. Renovar: Rio de Janeiro, 2007.

KELSEN, Hans. Teoria Geral do Direito e do Estado. Tradução: Luís Carlos Borges. Martins Fontes: São Paulo, 2000.

LARA ALEGRE, Ana Isabel Burke de. Globalização vs. Segurança: o papel das fronteiras. In: ANJOS FILHO, Robério Nunes dos. Globalização, justiça e segurança humana: capacitação para a compreensão dos grandes desafios do século XXI. Ed. Escola Superior do Ministério Público da União – Série pós-graduação: Brasília, 2011.

LESSA, Luiz Fernando Voss Chagas. A Assistência Direta e a Persecução Penal Transnacional pelo Ministério Público Brasileiro. Rio de Janeiro, 2009. 353 f. Tese (Doutorado em Direito) – Departamento de Direito, Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2009.

MENDES, Gilmar Ferreira; BRANCO, Paulo Gustavo Gonet. Curso de Direito Constitucional. Saraiva: São Paulo, 2017.

MERCOSUL. Produção e gestão da informação e do conhecimento no campo da segurança cidadã: os casos da Argentina, Brasil, Paraguai e Uruguai. Instituto de Políticas Públicas em Direitos Humanos (IPPDH). 2012. Disponível em: http://www.ippdh.mercosur.int/pt-br/producao-e-gestao-da-informacao-e-do-conhecimento-no-campo-da-seguranca-cidada-os-casos-da-argentina-brasil-paraguai-e-uruguai/. Acesso em: 04 jul. 2018.

MEZZAROBA, Orides; MONTEIRO, Cláudia Servilho. Manual de Metodologia da Pesquisa no Direito. Saraiva: São Paulo, 2017.

MIRANDA, Jorge. O Estado Constitucional Cooperativo e o Jus-Universalismo da Constituição Portuguesa. Revista do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro – 50 anos, Rio de Janeiro, n. 63, p. 99-111, 2017.

NEVES, Marcelo. Transconstitucionalismo. Editora WMF Martins Fontes: São Paulo, 2009.

Operações de Segurança nas Áreas de Fronteira. Instituto de Desenvolvimento Econômico e Social de Fronteiras. IDESF, 2016. Disponível em: http://www.idesf.org.br/wp-content/uploads/2016/08/Opera%C3%A7%C3%B5es-de-seguran%C3%A7a-nas-%C3%A1reas-de-fronteira.pdf. Acesso em: 30 jul. 2018.

ORGANIZAÇÃO DAS NAÇÕES UNIDAS. Declaração Universal dos Direitos Humanos-1948. ONUBR. Disponível em: http://www.onu.org.br/img/2014/09/DUDH.pdf. Acesso em: 04 jul. 2018.

ORGANIZAÇÃO DAS NAÇÕES UNIDAS. Declaração sobre o Direito ao Desenvolvimento- 1986. Biblioteca Virtual de Direitos Humanos. USP. Disponível em: http://www.direitoshumanos.usp.br/index.php/Direito-ao-Desenvolvimento/declaracao-sobre-o-direito-ao-desenvolvimento.html. Acesso em: 15 jul. 2018.

PIOVESAN, Flávia. Direitos Humanos e o Direito Constitucional Internacional. Saraiva: São Paulo, 2006.

SÁTIRO, Guadalupe Souza; MARQUES, Verônica Teixeira; OLIVEIRA, Liziane Paixão Silva. O Reconhecimento Jurídico do Direito ao Desenvolvimento como um Direito Humano e sua Proteção Internacional e Constitucional. Revista Direito e Desenvolvimento, João Pessoa, v. 7, n. 1, p. 170-189, 2016.

SEN, Amartya. Desenvolvimento como Liberdade. Tradução: Laura Teixeira Motta. Companhia das Letras: São Paulo, 2010.

SILVA, Virgílio Afonso da. Interpretação Constitucional. Malheiros: São Paulo, 2010.

SILVEIRA, Vladmir Oliveira da; CONTIPELLI, Ernani. Direitos Humanos Econômicos na Perspectiva da Solidariedade: Desenvolvimento Integral. Anais... Salvador, 2008. Disponível em http://www.publicadireito.com.br/conpedi/manaus/arquivos/anais/salvador/ernani_contipelli.pdf. Acesso em: 04 jul. 2018.

SILVEIRA, Vladmir Oliveira da; MEYER-PFLUG, Samantha Ribeiro. Tratados de Direitos Humanos e a evolução jurisprudencial do Supremo Tribunal Federal. In: BAEZ, Narciso Leandro Xavier. A Problemática dos Direitos Humanos Fundamentais na América Latina e na Europa – Desafios materiais e eficácias. Ed. Unesco: Joaçaba, 2012.

SILVEIRA, Vladmir Oliveira da; MEYER-PFLUG, Samantha Ribeiro. NASPOLINI, Samyra Haydêe Dal Farra. O Sistema Interamericano de Direitos Humanos e sua relação com os países da América do Sul. In: IV SEMINÁRIO LATINO-AMERICANO DE DIREITOS HUMANOS. Anais... Ceará, 2013.

SILVEIRA, Vladmir Oliveira da; MEYER-PFLUG, Samantha Ribeiro. ROCASOLANO, Maria Mendez. Direitos Humanos: conceitos, significados e funções. Saraiva: São Paulo, 2010.

TORRADO, Jesús Lima. Globalización y derechos humanos. Anuário de filosofía del derecho, n. 17, 2000. Disponível em: https://dialnet.unirioja.es/servlet/articulo?codigo=14 2424. Acesso em: 26 jun. 2018.
Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Downloads

Não há dados estatísticos.