DIGNIDADE HUMANA, DESENVOLVIMENTO E O TRABALHO DOS CATADORES DE RESÍDUOS SÓLIDOS

  • Francisco de Assis Aragão Neto
  • Ana Virgínia Moreira Gomes

Resumo


No presente artigo realizou-se uma abordagem conjunta da dignidade humana, do desenvolvimento e do trabalho dos catadores de resíduos sólidos. A análise teve como ponto de partida a teoria de Amartya Sen e conclui que a promoção da dignidade desses trabalhadores exige o deslocamento desses da informalidade, resgatando-os de um trabalho precário e vulnerável para uma atividade que permita conjugar desenvolvimento e aproveitamento máximo de seus recursos humanos.


Palavras-chave: Dignidade humana. Catadores de resíduos. Desenvolvimento. Resíduos sólidos.



 

Publicado
2017-06-12
Como Citar
DE ASSIS ARAGÃO NETO, Francisco; MOREIRA GOMES, Ana Virgínia. DIGNIDADE HUMANA, DESENVOLVIMENTO E O TRABALHO DOS CATADORES DE RESÍDUOS SÓLIDOS. Direito e Desenvolvimento, [S.l.], v. 7, n. 2, p. 189 - 207, jun. 2017. ISSN 2236-0859. Disponível em: <https://periodicos.unipe.br/index.php/direitoedesenvolvimento/article/view/324>. Acesso em: 21 set. 2017.
Seção
TEMÁTICA GERAL: Direito e Desenvolvimento