DIREITO À EDUCAÇÃO: UMA QUESTÃO DE JUSTIÇA SOCIAL

  • Hamilton da Cunha Iribure Júnior

Resumo


Em sua acepção restrita, o vocábulo educação é geralmente entendido como a transmissão e o aprendizado das técnicas culturais. No entanto o que se percebe é que ter tal acepção como absoluta é uma impropriedade. Ao vislumbrar a cidadania e a dignidade da pessoa humana como princípios fundamentais do Estado Democrático de Direito, conforme assevera a mesma Carta Magna de 1988, infere-se que a educação em si deve ser apropriada dentro de um contexto maior, para vislumbrá-la como uma questão de justiça: de justiça social.


Palavras-chave: Educação. Justiça. Dignidade.

 

Publicado
2017-06-12
Como Citar
DA CUNHA IRIBURE JÚNIOR, Hamilton. DIREITO À EDUCAÇÃO: UMA QUESTÃO DE JUSTIÇA SOCIAL. Direito e Desenvolvimento, [S.l.], v. 7, n. 2, p. 77 - 95, jun. 2017. ISSN 2236-0859. Disponível em: <https://periodicos.unipe.br/index.php/direitoedesenvolvimento/article/view/318>. Acesso em: 21 set. 2017.
Seção
TEMÁTICA: Direitos Sociais e Desenvolvimento