Estudo comparativo entre revestimentos de gesso e argamassa mista manual e projetada
Girlândia de Morais Sampaio
Centro Universitário de João Pessoa (UNIPÊ)
Clóvis Lima Netto dos Santos Lima Netto
Centro Universitário de João Pessoa (UNIPÊ)
Keny Rodrigues Batista
Faculdades de Ensino Superior da Paraíba (FESP)
Rosimery Bizerris
Centro Universitário de João Pessoa (UNIPÊ)
PDF

Palavras-chave

Edificações
Revestimento
Argamassa

Como Citar

Sampaio, G., Lima Netto, C. L. N., Batista, K., & Bizerris, R. (2019). Estudo comparativo entre revestimentos de gesso e argamassa mista manual e projetada. Revista InterScientia, 7(1), 242-256. https://doi.org/10.26843/interscientia.v7i1.924

Resumo

A necessidade de acelerar e aperfeiçoar os processos construtivos da construção civil, induz os agentes envolvidos buscar novos métodos que auxiliem no maior desempenho dos materiais utilizados. Este artigo objetiva analisar a viabilidade da implantação do método de projeção de argamassas e gesso para revestimento interno, comparada com o revestimento aplicado manualmente, considerando produtividade e custo, bem como a qualidade construtiva de cada método. O comparativo foi realizado numa edificação vertical na cidade de João Pessoa – PB. O processo de projeção da argamassa mista trouxe significativos ganhos de eficiência, se comparado aos demais processos estudados, uma vez que mesmo associado a um custo final maior,  destacou-se por apresentar um bom acabamento final e maior área revestida no mesmo tempo. Verificou-se também os procedimentos necessários para emprego dos equipamentos utilizados no revestimento projetado e manual. A partir dos resultados obtidos, foi possível a escolha do revestimento interno a ser utilizado na edificação vertical. 

 

PDF

Referências

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE CIMENTO PORTLAND (ABCP). Manual de Revestimentos de Argamassa. São Paulo, 2002.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS – ABNT. NBR 7200: Execução de revestimento de paredes e tetos de argamassas inorgânicas - Procedimento. Rio de Janeiro, 1998.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS – ABNT. NBR 13207: Gesso para construção civil. Rio de Janeiro, 1994.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS – ABNT. NBR 13281: Argmassa para assentamento e revestimento de paredes e tetos - requisitos. Rio de Janeiro, 2005.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS – ABNT. NBR 13528: Revestimento de paredes e tetos de argamassas inorgânicas - Determinação da resistência de aderência à tração. Rio de Janeiro, 2010.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS – ABNT. NBR 13529: Revestimento de paredes e tetos de argamassas inorgânicas. Rio de Janeiro, 2013.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS – ABNT. NBR 13749: Revestimento de paredes e tetos de argamassas inorgânicas - Especificação. Rio de Janeiro, 2013.

BAÍA, Luciana Leone Maciel; SABBATINI, Fernando Henrique. Projeto e Execução de Revestimento de Argamassa. São Paulo: O Nome da Rosa, 2000.

BERTOLINI, Luca. Materiais de Construção: patologia, reabilitação, prevenção. São Paulo: Oficinas de Textos, 2006.

GUIMARÃES, José Epitácio Passos. A Cal Fundamentos e Aplicações na Engenharia Civil. São Paulo: Pini, 1998.

YAZIGI, Walid. A Técnica de Edificar. 14. ed. São Paulo: Pini, 2014.
Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Downloads

Não há dados estatísticos.