Análise comparativa de vigas baldrames sobre apoios elásticos
Renato Pedro Pereira da Silva
Universidade Brasil
Richard Ray Massa
Universidade Brasil
Kaliel Gomes Andrade
Centro Universitário de João Pessoa (UNIPÊ)
Túlio Raunyr Cândido Felipe
Universidade de São Paulo (USP)
PDF

Palavras-chave

Concreto armado
Interação solo estrutura
Vigas baldrame

Como Citar

Silva, R. P., Massa, R., Andrade, K., & Felipe, T. R. (2019). Análise comparativa de vigas baldrames sobre apoios elásticos. Revista InterScientia, 7(1), 27-38. https://doi.org/10.26843/interscientia.v7i1.887

Resumo

O objetivo deste trabalho é avaliar os esforços solicitantes em vigas baldrame sem e com apoios elásticos e, comparar as suas respectivas taxas de armaduras a flexão. Para tal, é empregado molas distribuída ao longo das vigas espaçadas por uma distância t para simular a interação do solo com essas vigas. No tocante a rigidez longitudinal das molas usadas para a simulação, é utilizado o coeficiente de mola para solos argilosos. O dimensionamento dessas vigas é concretizado por meio das prescrições da ABNT NBR 6118:2014. Por fim, conclui-se que a utilização da abordagem proposta reduziu à taxa de armadura a flexão das vigas avaliadas.

PDF

Referências

ANTONIAZZI, J. P. Interação solo-estrutura de edifícios com fundações superficiais.Santa Maria, RS: Universidade Federal de Santa Maria, Centro de Tecnologia, 2011.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 6118: Projeto de estruturas de concreto - procedimentos. Rio de Janeiro, 2014.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 6120: Cargas para o cálculo de estruturas de edificações. Rio de Janeiro, 1980.

CARVALHO, R. C.; Figueiredo, J. R. F. Cálculo e Detalhamento de Estruturas Usuais de Concreto Armado. EdUFSCar, São Carlos, 2014.

CRESPO, V. A. S. Estudo da sensibilidade de edificações em relação ao solo. Campo dos Goytacazes, RJ: Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro, 2004.

MEYERHOF, G. G. Some recent foundation research and its application to design. The
Structural Engineering, Londres, 1953.

LOURINHO, W. R. N. Análise de interação solo-estrutura aplicado à galerias de concreto armado. Rio de Janeiro: Universidade Federal do Rio de Janeiro, 2014.

SANTOS, M. G. C. Análise estrutural dos efeitos dos deslocamentos dos apoios de edifícios de paredes de concreto moldadas no local. São Carlos: USP Departamento de Engenharia de Estruturas, 2016a.

SANTOS, P. V. S. Ações evolutivas em edifício de paredes de concreto e de alvenaria, considerando a interação com o solo. São Carlos: USP Departamento de Engenharia de Estruturas, 2016b.

SCARLAT, A.S. (1993). “Effect of Soil Deformability on Rigidity-Related Aspects of Multistory Buildings Analysis”. ACI Structural Journal, v.90, n2, Mar-Apr, pp.156-162.

SOUZA, R. A.; REIS, J. H. C. Interação solo-estrutura para edifícios sobre fundações rasas. Maringá, PR: Universidade Estadual de Maringá, Departamento de Engenharia Civil, 2008.

WINKLER, E. Die lehre von Elastizistat und Festigkeit, Domicius. Prag, 1867.
Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Downloads

Não há dados estatísticos.