Utilização de resíduos de corpos de prova de concreto para fabricação de pavimentação intertravada
capa
Rafael Amancio Carvalho
Centro Universitário das Faculdades Associadas de Ensino (UNIFAE)
Ana Carolina Zoqueti Moraes
Centro Universitário das Faculdades Associadas de Ensino (UNIFAE)
Bruna Rehder Mizasse
Centro Universitário das Faculdades Associadas de Ensino (UNIFAE)
Marcolino Fernandes Neto
Centro Universitário das Faculdades Associadas de Ensino (UNIFAE)
PDF

Palavras-chave

Agregado reciclado
Resíduo corpo de prova
Pavimento intertravado

Como Citar

Carvalho, R., Moraes, A. C., Mizasse, B., & Neto, M. (2018). Utilização de resíduos de corpos de prova de concreto para fabricação de pavimentação intertravada. Revista InterScientia, 6(2), 12-29. https://doi.org/10.26843/interscientia.v6i2.872

Resumo

O presente trabalho avalia a viabilidade da produção de pisos intertravados reciclados, utilizando-se agregados provenientes de resíduos de corpos de prova de concreto descartados após teste de resistência à compressão em substituição aos agregados naturais. Foi realizada uma comparação entre pisos intertravados produzidos com agregados convencionais e reciclados, sendo estes com substituição parcial e total de agregados graúdos e miúdos, nas proporções de 20%, 40%, 60%, 80% e 100%. Constatou-se que a solicitação para resistência compressão e absorção de água foram atingidas após os 28 dias de cura por imersão, e, também, que houve ganhos econômicos e ambientais através do uso do agregado reciclado.

 

PDF

Referências

ÂNGULO, S. C.; ZORDAN, S. E.; JOHN, V. M. Desenvolvimento sustentável e a reciclagem de resíduos na construção civil. PCC – São Paulo. 2001. 13 f. Departamento Engenharia de Construção Civil da Escola Politécnica.

ABCP - ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE CIMENTO PORTLAND. Manual Técnico para Implementação da Habitação 10. São Paulo,2002.

ABCP - ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE CIMENTO PORTLAND. Pavimento Intertravado, São Paulo, dez. 2009. Disponível em:

ABCP - ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE CIMENTO PORTLAND. Pavimento Intertravado é alternativa sustentável para economia de recursos, São Paulo, ago. 2011. Disponível em

ABRECON - ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA PARA RECICLAGEM DE RESÍDUOS DA CONSTRUÇÃO CIVIL E DEMOLIÇÃO. Resíduos da construção e demolição: geração de emprego e renda, São Paulo, out. 2016. Disponível em:

ABNT - ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS: NBR-9780. Peças de concreto para pavimentação, determinação da resistência à compressão. Rio de Janeiro, 1987a.

_____. NBR-9781. Peças de concreto para pavimentação, especificação. Rio de Janeiro, 1987b.

_____. NBR- NM 248.Agregados – Determinação da composição granulométrica. Rio de Janeiro, 2003.

_____. NBR- 7211.Agregados para concreto – Especificação. Rio de Janeiro, 2005.

_____. NBR- 7251.Agregado em estado solto – Determinação da massa unitária. Rio de Janeiro, 1982.

_____. NBR- NM 30. Agregado miúdo – Determinação da absorção de água. Rio de Janeiro, 2000.

_____. NBR- NM 46. Agregados - Determinação do material fino que passa através da peneira 75 μm, por lavagem. Rio de Janeiro, 2001.

_____. NBR- NM 52. Agregado miúdo - Determinação da massa específica e massa específica aparente. Rio de Janeiro, 2002.

_____. NBR- NM 53. Agregado graúdo – Determinação de massa específica, massa específica aparente e absorção de água. Rio de Janeiro, 2002.

_____. NBR- 5738.Concreto – Procedimento para moldagem e cura de corpos de prova. Rio de Janeiro, 2015.

28_____. NBR- 5739.Concreto – Ensaio de compressão de corpos de prova cilíndricos. Rio de Janeiro, 1994.

_____. NBR- 5739.Concreto – Ensaio de compressão de corpos de prova cilíndricos. Rio de Janeiro, 2007.

BARRA, M. Estudio de la durabilidad del hormigón de árido reciclado en su aplicación como hormigón armado. Barcelona, 1996. 222p. Tese (Doutorado) - Universidade Politécnica da Catalunya.

BASTOS, I. A.; CRUZ, L. F. Fabricação de blocos de concreto para vedação com o uso de agregados reciclados em canteiro de obras. Vitória, ES, 2016.

BAZUCO, R. S. Utilização de agregados reciclados de concreto para produção de novos concretos. Florianópolis, SC, 1999.

BRASILEIRO, L. L.; MATOS, J. M. E. Revisão Bibliográfica: reutilização de resíduos da construção e demolição na indústria da construção civil. Teresina, PI, 2015.

BUTTLER, A. M. Concreto com agregados graúdos reciclados de concreto - influência da idade de reciclagem nas propriedades dos agregados e concretos reciclados. São Carlos, SP, 2003.

CABRAL, A. E. B. Modelagem de propriedades mecânicas e de durabilidade de concretos produzidos com agregados reciclados, considerando-se a variabilidade da composição do RCD.Tese apresentada a escola de engenharia de São Carlos, como parte dos requisitos para obtenção do título de doutor em ciência da engenharia ambiental, 2007.

CONAMA - CONSELHO NACIONAL DO MEIO AMBIENTE. Resolução nº 307, de 05 de julho de 2002: Estabelece diretrizes, critérios e procedimentos para a gestão dos resíduos da construção civil. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Brasília, DF, 17 jul. 2002.

COUTINHO, A. S. Fabrico e propriedades do betão. 3. ed. Lisboa: Laboratório Nacional de Engenharia Civil, 1997. 3v. v.1. 401p.

CPOS – COMPANIA PAULISTA DE OBRAS E SERVIÇOS. Relatório de Insumos, versão 173 de 02 julho de 2018.

GÓMEZ-SOBERÓN, J.M.V. Porosity of concrete with substitution of recycled concrete aggregate: an experimental study. Cement and concrete research, 2002.

LEI FEDERAL Nº 12.305. Institui a Política Nacional de Resíduos Sólidos e dá outras providências, 02 de agosto de 2010.Disponível em:
LEITE, M. B. Avaliação de propriedades mecânicas de concretos produzidos com agregados reciclados de resíduos de construção e demolição. Porto Alegre, RS, 2001.

LEVY, S.M. Contribuição ao estudo da durabilidade de concretos produzidos com resíduos de concreto e alvenaria. São Paulo, 2001.

MACHADO JR. E. F.; LATTERZA, L. M.; MENDES, C. L. Influência do Agregado Graúdo, Proveniente da Reciclagem de Rejeitos de Construção e Demolição (entulho), na Perda do Abatimento do Concreto Fresco e nas Propriedades Mecânicas do Concreto Endurecido. Anais da Reunião do IBRACON, Rio de Janeiro, 1998.

RODRIGUES, P. P. F. Parâmetros de Dosagem do Concreto. ET-67. 3 ed. São Paulo: IBRACON-Associação Brasileira de Cimento Portland, 1998.

SANTOS, S. B. J. S. et al. Utilização de resíduos de corpos de prova em substituição do agregado graúdo de concretos. Revista InterScientia, dez. 2016. Disponível em: . Acesso em: 06 de maio 2018.

SIMIELI, D. et al. Utilização de Agregados Reciclados em Pavimentos Intertravados. Revista Exata. Centro Universitário Nove de Julho. São Paulo, 2007.

TAVAKOLI, M.; SOROUSHIAN, P. Strengths of Recycled Aggregate Concrete Made Using Field-Demolished Concrete as Aggregate. ACI Materials Journal, v. 93, n° 2, 1996. pp. 182-190.

VIEIRA, G. L.; MOLIN, D. C. C. Viabilidade técnica da utilização de concretos com agregados reciclados de resíduos de construção e demolição. Ambiente Construído, Porto Alegre, Rio Grande do Sul, 2004.

ZAHARIEVA, R. et al. Assessment of the surface permeation properties of recycled aggregate concrete. Cement & Concrete Composites, 2002.
Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Downloads

Não há dados estatísticos.