Hidrocinesioterapia no tratamento da síndrome da escápula alada em mulheres mastectomizadas: um estudo experimental
Cláudia Denise De Souza
Faculdade Independente do Nordeste (FAINOR)
Leonardo Costa Sampaio
Faculdade Independente do Nordeste (FAINOR)
PDF

Palavras-chave

Escápula alada
Hidrocinesioterapia
Mastectomia

Resumo

O câncer de mama é o que mais acomete as mulheres e em decorrência da mastectomia pode ocorrer um índice grande no surgimento da Síndrome da Escápula Alada, o que pode causar alteração dos movimentos, além de dor ao redor da escápula, perda de força no membro superior acometido além de linfedema. Descrever os efeitos daHidrocinesioterapia e da Drenagem Linfática Manual em uma paciente mastectomizada. Este é um estudo de caso, descritivo com abordagem quantitativa, que selecionou uma paciente mastectomizada, atendida em uma clínica de tratamento oncológico em um município do estado da Bahia e que desenvolveu a Síndrome da Escápula Alada, para passar por uma intervenção. A análise e interpretação dos dados foram realizados através de média, desvio padrão, tabelas e gráficos, através do programa Microsoft Office Excel 2013. Foi possível verificar a eficácia da Hidrocinesioterapia através do aumento da amplitude de movimento e dos níveis de força dos membros superiores em todos os movimentos testados, e redução do linfedema no membro superior esquerdo, associado ao uso da Drenagem Linfática Manual, em 16% do perímetro em braço, 15% em antebraço e 12% em punho. A Hidrocinesioterapia é um recurso eficaz no tratamento da Síndrome da Escápula Alada por promover a melhora da condição física da paciente, além da melhora funcional e emocional, o que contribui para uma melhor qualidade de vida.
PDF