Estimativa do custo do abastecimento de água baseado no consumo de energia: estudo de caso na UFPB
Anderson Karlo Fernandes Vieira
Universidade Federal da Paraíba (UFPB)
Eládio José de Góes Brennand
Universidade Federal da Paraíba (UFPB)
PDF

Palavras-chave

Consumo
Abastecimento de água
Sustentabilidade
Poços artesianos
Energia elétrica
Custo

Como Citar

Vieira, A. K., & Brennand, E. J. (2019). Estimativa do custo do abastecimento de água baseado no consumo de energia: estudo de caso na UFPB. Revista InterScientia, 7(1), 39-53. https://doi.org/10.26843/interscientia.v7i1.1040

Resumo

Este trabalho faz uma investigação relativa ao consumo de água subterrânea captada por meio de poços artesianos que são utilizados para abastecimento da UFPB no seu Campus I. A determinação do consumo é necessária, pois não existem dispositivos de medições que permitam conhecer a quantidade de água captada dos poços. Sendo assim, este volume foi determinado através de inferências entre o gasto do consumo de energia elétrica relacionada ao funcionamento dos motores que recalcam o fluido, medido por meio de equipamento apropriado durante um período de 30 dias, e o valor do metro cúbico de água da concessionária local. Verificou-se que o consumo de energia neste período foi de 3.885,50 kWh, equivalendo ao volume de água aduzida de 12.781,50 m³. Utilizou-se como parâmetro comparativo o sistema de abastecimento da UFCG a qual possui um custo anual para abastecimento de R$ 23,67/aluno matrículado, já na UFPB possui R$ 184,81/aluno matrículado. A partir do conhecimento do volume de água consumida, pode-se propor medidas gerenciais de combate, controle  e operacionalização do sistema, a fim de evitar perdas desse precioso líquido, bem como promover o uso sustentável dos recursos hídricos disponíveis.

PDF

Referências

BRASIL. Constituição (1988). Constituição da República Federativa do Brasil. Disponível em: . Acesso em 06 de novembro de 2018.

CAGEPA. Estrutura tarifária. Disponível em: . Acesso em: 08 nov. 2018.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA (IBGE). Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios - 2002. Rio de Janeiro: IBGE, 2002b. CDROM.

KATS. G. “Measuring and verifying climate change emissions reductions”. Anais do 1998 ACEEE Summer study on energy efficiency in buildings, 1998.

LEMOS, Haroldo Mattos de. O Século 21 e a Crise da Água. São Paulo: Agência Estado, Caderno Ciência, 2003.

MAGALHÃES JÚNIOR, A. P. Indicadores ambientais e recursos hídricos: realidade e perspectivas para o Brasil a partir da experiência francesa. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2007.

PAINEL DE CUSTOS – Ministério do Planejamento – Disponível em: . Acesso em: 05 de agosto de 2018.

PREFEITURA UNIVERSITÁRIA – UFCG. Consumo de água 2019. Disponível em: < http://www.prefeitura.ufcg.edu.br/images/agua/PU-Dados---Consumo-de-gua-2019-15milho.pdf>. Acesso em 14 de maio de 2019.

TUNDISI, J. G.. Água no século XXI: enfrentando a escassez. São
Carlos: Rima, 2003.
Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Downloads

Não há dados estatísticos.